quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Pony Prog - O velho cavalinho dos eeprom e outros MCUs

Mesmo com a chegada de diversos circuitos open source de gravadores USB, o antigo software da LANCO's continua forte e firme com seus gravadores seriais, desde os mais simples aos mais elaborados, uma vez que sua interface gráfica e sua estrutura de I/O amigável sem dúvida faz com que seja a opção salvadora nos momentos de crise com os novos gravadores.
Isso acontece devido ao longo de 10 anos ou mais, a maioria dos estudantes, e profissionais, estiveram utilizando-o dia após dias, o que em um piscar de olhos se domina todas as configurações e funções, seja para simples CIs de barramento i2C, MCUs PIC e AVR, e os SPI flash eeprom. A clareza das caixas de configurações fazem com que se torne o programa mais quebra galho da estação de trabalho, pois é uma ferramente que pode chegar aonde diversos outros software, não chega ou que seja complicado entender e utilizar.

Hoje ainda devemos manter este programa em nossos computadores, mesmo que não se tenha o programador físico, pois todo técnico em eletrônica que buscou e formou seu banco de dados de eeprom, certamente terá milhares de arquivos em formato "e2p" (leia-se: extensão comum em que o programa salva os arquivos), e mesmo agora com o seu novo e super gravador universal USB, windows 8, vai precisar atualizar ou gravar aquele eeprom de um eletro-eletrônico, mas tem em mãos o arquivo com extensão e2p.

Os softwares atuais, utilizam das mais utilizadas duas mais comum, extensão "Bin" ou "hex" e a extensão "e2p" como outras não são vistas pelo o software do gravador novo, uma solução simples, é pegar novo velho e bom programinha PONYprog, abrir o arquivo do eeprom salvo em e2p, e com o arquivo aberto, salvá-lo novamente, só que desta vez, devemos escolher na caixa drpo-&-down de extensão o formato "bin" ou "hex" que será aceito pelos programas dos gravadores novos.

O circuito do gravador, pode ser encontrado aos montes pela internet afora, seja o arranjo do gravador de eeprom, aos gravadores de PIC e AVR, circuitos que funcionam na porta serial e ou paralela, tem suas limitações, porém sabendo utilizá-las e ter um pouquinho de paciência, supera gravadores mais fodões do mercado.

Muita gente reclama que o eeprom não é reconhecido e ou que não grava etc, mas reclamar é muito fácil, botar a caixola para funcionar é o que leva um certo tempinho, no site e fórum de eletrônica, sempre se comentou sobre o gravador, existem aos milhares informações sobre os gravadores seriais, então é sentar e ler muito, o que o leitor precisa estar ciente quando for utiliza rum gravador serial, um arranjo caseiro e ou até mesmo comprado pronto, é que existem algumas regras da informática que são diferentes da eletrônica.

Como por exemplo, a tensão da porta serial, é coisa de poucos miliamperes, diria que é algo na sa de 10mA ou até menos, assim aquele arranjo do gravador feito com buffers amplificadores, dá menos erro que os que utilizam a tensão da própria porta de comunicação, se na hora que estiver lendo o arquivo do eeprom, faltar ou cair muito a tensão das linhas de comunicação, vai dar erro, muitos deles apontam a causa e mostra uma solução a ser tomada, ver lista de erros aqui

Algumas dicas sobre o programa e o gravador serial:

- Versões mais novas só trabalham em windows 32bits.
  (se seu windows é 64bits, instale a ultima versão em um windows de 32bits e após copie toda a pasta do PONY que foi instalada e cole no mesmo diretório, em seu windows 64bits, depois é só criar um atalho para o executável do programa na área de trabalho) O executável funciona no SO 64bits, o problema está no instalador que não funciona.

- Leitura de eeprom 8bit e 16bit
 (os sinais em 16bit são mais influenciados quando há uma variação muito grande na amplitude dos sinais/tensão de alimentação do CI, mesmo estando utilizando um gravador com buffer e tensão externa, pode-se limitar esta tensão de Data e Clock, colocando um led amarelo e um resistor de 1K no pino de clock, isso manterá uma tensão estabilizada na tensão nominal do led amarelho que é algo entorno de 2,3V)

Nenhum comentário:

Postar um comentário