sábado, 24 de junho de 2017

Montagem do amplificador classe AB de 50W - Micro amplificador.

Montagem do pequeno amplificador classe AB, diagrama abaixo, o circuito é bem simples, e não requer ajustes e ou componentes de difícil acesso. Pergunte aqui se ainda tenho placas avulsas para venda.


Para quem quiser se aventurar em fazer a placa por método térmico o pdf do arquivo pode ser baixado no link a seguir (a imagem da placa já esta invertida, basta imprimir)


Iniciando pelos resistores de 1/16W (pode ser utilizado resistores de 1/8W montando-os em pé) , diodos 1n4148 e capacitores, C3 dependendo da aplicação, pode ser de 220nF á 10uF (nos testes utilizamos um poliéster multi camada de 4,7uF).


Resistores de 0R10, por 3 watts era o que tinha na gaveta, como é um par somente de transistores, pode-se até substituí-los por jumpers de fio, os transistores pequenos são MPSA92 para os PNPs e o 2N5551 para os NPNs, os transistores de potência são os TIP35C e o TIP36C.



Conclusão; montagem é bem simples e o resultado é satisfatório, não há ajustes e nem sobre-aquecimento em uso, suportou bem 45V com 8 Ohms, em 4 ohms e tensão de 30V com um dissipador pequeno (ver vídeo).

Uma observação a ser feita é que, não há aquele POP (leia-se, tensão DC sob o alto falante) ao ligar, nem desligar o amplificador, é montar e usar!

Vídeo do teste em 1Khz com carga resistiva de 8 Ohms, 50W de sinal, chegando a mais porém há distorções mesmo antes do ceifamento da onda.


 

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Montagem do injetor e traçador de áudio

A seguir a montagem da placa do injetor e traçador de áudio, com base no amplificador LM386 para o traçador e um oscilador duplo "T" sintonizado para gerar a onda senoidal de 1Khz. A placa pode ser adquirida clicando AQUI.


A direita, a montagem dos diodos de proteção AC de entrada do sinal de áudio do traçador, a esquerda os resistores, foi utilizados os de tolerância de 1%, embora mesmo com resistores comuns se obtenha a frequência de 1Khz, com diferença de poucos hertz, nada que desabone o sinal para o teste de amplificadores.


Os capacitores multi-camadas, são os melhores para este circuito uma vez que não sofrem com a temperatura ambiente, fazendo com que a frequência do oscilador duplo "T" fique bem estável, em sequencia os demais semicondutores.


Conectores kk para as ligações externas, jumper de seleção do ganho do LM386, demais capacitores eletrolíticos. Este circuito me atendeu muito bem na época em que não se tinha tantas opções no mercado e ou alternativas, tínhamos que criar soluções para o dia a dia na bancada. 


Potenciômetros, um truque que utilizamos aqui é a soldagem de um pedaço de terminal (sobras dos terminais dos outros componentes) nas costas do potenciômetro, para aterrar sua carcaça e ao mesmo tempo dar rigidez mecânica, assim queno atuar sobre o mesmo, não entortará a ponto de quebrar, quando utilizado diretamente a placa se ser instalada em uma gabinete.


Finalização, basta criar os cabinhos e ligações aos bornes e plugs, da finalização em um gabinetes, para a ponteira de testes, deve-se utilizar cabos blindados, aonde o aterramento do cabo siga até próximo da ligação da ponteira de testes, uma dica para este, é utilizar cabos de áudio RCA, utilizados em aparelhos de som, tv etc. É soldar no vivo central do cabo e na malha negativa, adicionar um cabinho com uma garrinha jacaré, ficando parecido com a ponta de prova de um osciloscópio 


O alto falante a ser utilizado com a placa, tem impedância de 8 Ohms e potencia de 1W pelo menos, e a fonte de alimentação poderá ser uma bateria de 9V, um fonte chaveada de modem, ou até mesmo uma transformador de 7,5V por 200mA. Meu exemplar da bancada trabalha em 12V, que é o máximo suportado pelo LM386 que utilizei.


terça-feira, 13 de junho de 2017

Montagem da placa do protetor DC simples para 200W Stereo.

Montagem da placa de proteção DC, conforme descrição da placa, suporta potência da ordem de 200W por cada canal, foi propositalmente utilizado o rele DS2E de 5V pelo tamanho, placa pode ser adquirida clicando AQUI.

O rêle pode ser substituído por outro fora da placa, esse pequeno pode ser encontrado por códigos; DS2, DSY2Y, JRC-19F, ML2RC, possui 8 terminais, e encaixa perfeitamente no soquete DIP16 (típico CI de 16 pinos). 
Começando pelo diodos de retificação do sinal e de proteção da bobina do rele, ao lado os resistores

Conector de alimentação KK, Led indicador de funcionamento, os transistores NPN, utilizei BC546, porém qualquer outro que se tenha a mão pode ser utilizado, capacitores tanque da retificação e do delay, como esta unidade é para um amplificador de 60W, os capacitores de 25V dão e sobram, porém para 100W á 200W, é bom utilizar de 50V á 63V. Conectores KRE para a ligação dos fios (+) do amplificador e alto falantes, o GND da placa é o mesmo GND da alimentação, caso se utilize com um fonte isolada, o GND deverá ser conectado ao GND de saída do amplificador.

Nota: O rele utilizado é de 5V, mas nada impede de que se utilize um DS2E de 12V, demais valores dos componentes serão os mesmo, bastando ajustar o delay do funcionamento no trimpot da placa.